sábado, 26 de fevereiro de 2011

Você já parou para pensar quantas vezes reclamou de algo?

  É de pleno costume do ser humano reclamar de tudo. Isso se faz decorrente da necessidade de sempre optar por tudo o que é bom e fácil. E quem não possui condições físicas ou financeiras, o que faz? Simplesmente vive sua viva normalmente, respira como se cada suspiro fosse o último e procuram apenas fazer o que estiver ao alcance. E o mais importante de tudo: eles se aceitam como são, pois sabem que nada conseguirão mudar. Essas pessoas deveriam servir de espelho porque mesmo impossibilitadas de fazer ou ter algo elas sabem o verdadeiro significado de felicidade. 
          Se sempre reclama da sua vida imperfeita, das coisas que na maioria das vezes dá errado, de como as pessoas não são como você queria que fossem, de não ter uma pele/corpo perfeito tente parar para pensar ao menos uma vez e veja que está enganada, perceba como ela é perfeita. Você tem tudo!  Saúde, membros, um lar, pessoas que te querem bem, família. E eles? Repare que a maioria não possui amigos e até pela família chegam a ser menosprezados. Outros devido a doenças passam a vida no hospital dependendo de pessoas solidarias para se locomover e alimentar.
          Experimente parar em frente ao espelho. Examine se a pessoa que nele reflete é realmente quem mostra ser. Procure mudar, dar lugar para uma nova pessoa que, talvez, resmungue menos e que se aceite como é. Reclamar não resolverá nenhum problema. Faça uma auto avaliação da sua vida, veja quanto tempo foi perdido, valorize cada milésimo de segundos porque ela é muito para ser insignificante. Passe a agir como uma nova pessoa. Reaja!  O tempo é algo que não para e muito menos volta.

Presente Precioso

 Imagine a vida como um jogo, no qual você faz malabarismo com cinco bolas que são lançadas no ar...
Essas bolas são: o trabalho, a família, a saúde, os amigos e o espírito.
O trabalho é a única bola de borracha.
Se cair, bate no chão e pula para cima.
Mas as quatro outras são de vidro.
Se caírem n chão, quebrarão e ficarão permanentemente danificadas.
Entendam isso e assim conseguirão o equilíbrio na vida.
Como?
Não diminua seu próprio valor comparando-se com outras pessoas.
Somo todos diferentes. Cad um de nós é um ser especial.
Não fixe seus objetivos com base no que os outros acham importante.
Só você tem condições de escolher o que é melhor para si próprio.
Dê valor e respeite as coisas mais queridas de seu coração.
Apegue-se a ela como a própria vida. Sem elas a vida carece de sentido.
Não deixe que a vida escorra entre os dedos por viver no passado ou no futuro.
Se viver um dia de cada vez, viverá todos os dias de suas vidas.
Não desista enquanto ainda é capaz de um esforço a mais.
Nada termina até o momento em que se deixa de tentar.
Não tema admitir que não é perfeito.
Não tema enfrentar riscos. É correndo riscos que aprendemos a ser valentes.
Não exclua o amor da sua vida dizendo que não se pode encontrá-lo. A melhor forma de receber amor é dá-lo. A forma mais rápida de ficar sem amor é apegar-se demasiado a sai próprio.
A melhor forma de manter o amor é dar-lhe asas. 
Corra atrás de seu amor, ainda dá tempo!
Não tenha medo de aprender medo de aprender. 
O Conhecimento é leve. É um tesouro que se carrega facilmente.
Não use imprudentemente o tempo ou as palavras. 
Não se pode recuperar uma palavra dita.
A vida não é uma corrida, mas sim uma viagem que deve ser desfrutada a cada passo. 
Lembre-se: Ontem é história. Am
anhã é mistério e HOJE é uma dádiva. Por isso se chama ‘presente’

Eu já acreditei em conto de fadas

 
Eu não quero mais esperar nada de ninguém.
Mas também, não quero esperar alguém chegar e me procurar.
Esperar encontrar alguém que me faça feliz.
E tire de mim um sorriso, sem qualquer dificuldade.
Se acha capaz ?

Eu já acreditei em conto de fadas.
Em príncipes encatandos.
Em garotos fofos.
E agora, eu não tenho nada que me faça acreditar.

Eu acho que estou esperando algo do tipo há tempos.
Cansei de esperar sentada no meio fio.
Cansei de esperar você, que nunca chegava até meus braços.
Eu ainda não tive a chance de te calar com um beijo.
Ou me confortar com um abraço teu.

A porta vai estar sempre aberta.
Mas eu já não vou esperar você chegar.
Sabe, não precisa bater.
E só entrar ...

Eu tenho cartas na manga

 Era uma festa.
Aquele carinha me seduzia do outro lado da pista de dança.
Meus olhos perseguiam cada canto em que ele ocupava.
Eles tentavam o chamar pra perto de mim.
De qualquer forma,não adiantou.

Aquele carinha só continuava sem coragem de vir até mim.
Eu via os olhos dele seguirem onde quer que eu estivesse.
E ainda tentava me enganar.
Morria de rir com as tentativas inúteis.
Eu já sabia.

Pra ele faltava a coragem.
E pra mim também.
Não tive o suficiente para ir até aquele carinha.
Minha vontade era jogá-lo contra a parede.
E tirar todas as forças que ele tivesse.

Eu não tive coragem o suficiente dessa vez.
De qualquer forma, não quis dizer que não tivesse vontade o bastante.
Eu não aguento ter de esperar.
Se o caso for coragem pra você vir até mim, eu facilito para você.

Não me faça esperar.
Nem me dê qualquer esperança que seja.
Se eu perceber que seus olhos me seguem, os meus o seguirão também.
A coragem não é tão difícil de conquistar.
Eu tenho cartas na manga, e talvez eu saiba usar no momento certo. ;D

eu ainda estava sob efeito do álcool

 
Acordei de madrugada para beber um copo de água.
O calor estava enorme.
E eu ainda estava sob o efeito do álcool.
Meus olhos fechavam e tudo que parecia parado,começava a rodar.
Não era uma das melhores sensações.

Retornei pra minha cama.
Tive sonhos estranhos.
E medonhos até.

Em uma noite só, passei a ver as coisas por um ponto que nunca imaginara ver.
E nessa mesma noite descobri que não valia a pena apostar no cavalo errado.
Ou na pessoa errada.
Talvez isso não faça diferença ser considerado cavalo ou pessoa.
Acho que é mais provável que cavalo seja menos idiota.

É muito fácil você beber um copo de cerveja e motivar todas suas loucuras na tristeza.
Você não vai afogar suas mágoas em um copo de bebida.
Pelo contrário,você só irá tornar a ferida maior.

É normal você ficar com o coração partido e se revoltar.
Só que eu descobri que passei dessa fase já.
E que é besteira ficar se desgastando por pouco.
Às vezes você se revolta por quem te dá menos valor do que uma moeda de um real.
E é verdade.


Já me desgastei.
Gastei tudo que eu podia apostar.
E mesmo assim, não foi o suficiente.
Foi um tempo perdido.
Mas nada que eu não possa refazer.

Não tenho porque me revoltar.
Tomei esses desacertos como lição.
'Vamos seguir em frente ?'
E eu fui.

Não vou simplesmente largar tudo pra trás.
Vou continuar perto de tudo.
Inclusive das coisas (pessoas) que tinham o costume de me magoar.
Só vou passar a não dar esse gosto à elas.
Nem vou mostrar nada a ninguém.
A não ser a mim.

Vou mostrar a mim mesma que posso ser muito mais.
E que o meu significado é maior do que as pessoas costumavam me mostrar.
Não quero e nem preciso de miséria alguma. ;D



Fiz diferente

 

 Há muito eu queria escrever.
Só não tinha em mente sobre o que.
Minha mão implorava para que eu escrevesse algo.
Algo que pudesse desviar minha mente de pensamentos que me levam para baixo.

Então ouvi músicas que me deixassem feliz.
E que tivesse algo em que eu poderia extrair para mim mesma.
Sempre fiz isso.

Momentos de raiva,angústia ou tristeza.
O que sempre me ergueu,foram as músicas.
As milhares que me trazem lembranças ...
Que fazem parte da trilha sonora da minha vida.

Estava com os fones no ouvido e as mãos no bolso.
Andando sem rumo,parei para olhar o céu.
Uma imensidão azul e que sempre me deixou maravilhada.
A luz do sol penetrava em minha pele, e praticamente me tornava mais forte.
E um sorriso torto apareceu no canto da minha boca.

Eu não sabia porque estava sorrindo.
Mas estava feliz.
Uma pessoa passou por mim.
'Bom dia' eu disse.

Era raro falar duas palavras com tanta intensidade para alguém desconhecido.
Recebi um sorriso inesperado.
Não adianta andar olhando para o chão.
Há tanta coisa que nos cerca e ainda não descobrimos !
Tudo tão perto, sem ter sido descoberto !

Eu passei a deixar de olhar pro chão.
Comecei a olhar a minha volta.
Reparar a seriedade e o stress que as pessoas estão acostumadas a ter no dia-a-dia.

Fiz diferente.
Ao invés de me tornar mais uma pessoa sem expressão, eu abro um sorriso.
Saí dessa rotina cansativa.

Olhei para o céu novamente.
Me senti agradecida por tudo que conquistei até hoje.
E por muito que ainda vou conquistar.

Sempre teremos obstáculos durante o nosso caminho.
Só teremos que aprender a levantar e continuar a sorrir.
Basta ter vontade de se reerguer. ;Dá muito eu queria escrever.
Só não tinha em mente sobre o que.
Minha mão implorava para que eu escrevesse algo.
Algo que pudesse desviar minha mente de pensamentos que me levam para baixo.

Então ouvi músicas que me deixassem feliz.
E que tivesse algo em que eu poderia extrair para mim mesma.
Sempre fiz isso.

Momentos de raiva,angústia ou tristeza.
O que sempre me ergueu,foram as músicas.
As milhares que me trazem lembranças ...
Que fazem parte da trilha sonora da minha vida.

Estava com os fones no ouvido e as mãos no bolso.
Andando sem rumo,parei para olhar o céu.
Uma imensidão azul e que sempre me deixou maravilhada.
A luz do sol penetrava em minha pele, e praticamente me tornava mais forte.
E um sorriso torto apareceu no canto da minha boca.

Eu não sabia porque estava sorrindo.
Mas estava feliz.
Uma pessoa passou por mim.
'Bom dia' eu disse.

Era raro falar duas palavras com tanta intensidade para alguém desconhecido.
Recebi um sorriso inesperado.
Não adianta andar olhando para o chão.
Há tanta coisa que nos cerca e ainda não descobrimos !
Tudo tão perto, sem ter sido descoberto !

Eu passei a deixar de olhar pro chão.
Comecei a olhar a minha volta.
Reparar a seriedade e o stress que as pessoas estão acostumadas a ter no dia-a-dia.

Fiz diferente.
Ao invés de me tornar mais uma pessoa sem expressão, eu abro um sorriso.
Saí dessa rotina cansativa.

Olhei para o céu novamente.
Me senti agradecida por tudo que conquistei até hoje.
E por muito que ainda vou conquistar.

Sempre teremos obstáculos durante o nosso caminho.
Só teremos que aprender a levantar e continuar a sorrir.
Basta ter vontade de se reerguer. ;D

Não quero tropeçar de novo

 

Já era tarde da noite.
Eu não conseguia dormir.
A agonia não permitia.
Fui pra varanda com os fones no ouvido.

Talvez um vento no rosto e uma música que pudesse me dizer algo me acalmariam.
Algumas lágrimas desceram com medo de serem vistas.
Mas ainda sim, desciam.

Estava fazendo frio, então entrei.
Liguei a televisão e procurei algo que pudesse me distrair.
Sem demora, achei um filme.
Era sobre um contador de histórias.

Eu vi que tem sofrimentos maiores do que uma caixinha de fósforo.
E que por mais doloroso que seja é atravéz deles que nos tornamos gente.
Aprendemos a sermos fortes, a não tropeçar mais de uma vez na mesma pedra.
E é exatamente isso que estou aprendendo.

Quando a gente erra, simplesmente não percebemos.
Ou somos maliciosos para fazermos de propósito.
Já feriu alguém de propósito ?
Eu não.
Mas já fui ferida propositalmente.

De qualquer forma, eu só preciso aprender a ser mais atenciosa a onde eu ponho meus pés.
Não quero tropeçar de novo.
Mas sei que toda atenção é pouca, e depois desse tropeço, virá outros.
E tanto desse como dos outros, eu talvez aprenda a ser gente.
Aprenda a ser mais forte.

É exatamente para isso que servem os tombos.
Uma hora você está no chão, criando forças para se levantar. 

Outra hora você é está em pé, criando forças para não cair.  

Respirei fundo


Abri a porta e mandei tudo que me cansava, que me magoava embora.
E deixei ainda aberta para que novas aventuras pudessem entrar.
Fiquei tanto tempo presa em coisas que desmereciam minha atenção, que fechei meus olhos para outras coisas que a vida gostaria de me mostrar.

Eu precisava viver coisas novas.
Novas aventuras.
Tanto tempo vendo os mesmo rostos, remoendo as mesmas feridas ...
Acabou que cheguei no meu limite.

Despedi das minhas mágoas e deixei o lugar.
Respirei fundo.
Era como se parte de mim ainda quisesse permanecer ali.
Como se eu já estivesse acostumada a sentir aquele aperto no coração.
E minha outra parte,bom, a minha outra parte queria sair.
Conhecer pessoas novas, novidades.

Sabe, uma hora cansa cair nessa rotina.
Nessa mesmice.
Eu abri a porta e mandei tudo que me cansava, que me magoava, embora.

Criei coragem para largar tudo e buscar o que pudesse me fazer feliz.
Resolvi dar uma chance a mim mesma.
Talvez eu merecesse isso.
Estava disposta a fazer o que fosse.
Para sair dessa estagnação.

Saí correndo e não olhei para trás.
Fui ser feliz e não volto ! ;D

Seja onde for

 
Perto do mar,era onde eu gostaria de estar.
Ver o sol se pôr e a lua chegar.
Me iluminar com a luz mais pura.
E me enlouquecer com sua beleza.

Meu lugar ?
Eu não tenho lugar fixo.
Apenas aquele que me faça sentir bem.
Seja onde for.
Que a brisa do mar faça meus cabelos acompanhar a sua dança.
Que eu possa acompanhá-los também.

Com os olhos fechados,
um sorriso no rosto,
os fones no ouvido
e a mente o mais longe possível.

Ouça a música,sinta o som.
A vida é uma eterna dança.

Que a música não tenha fim.
Porque é a única coisa que me mantém em pé.
Acompanhando a dança da vida.
Da minha vida. ;)

Apenas você

 
Não é justo.
Eu nunca fiz nada á você.
E quando meus olhos se fecham,é a única coisa que eu vejo.
O que eu tenho em mente ?
Você,você e você.
Apenas você.

Já está virando paranóia.
Eu não queria acreditar,você me forçou.
E agora ? Me diz o que eu faço com isso.
Eu não queria sentir nada disso.
Você causou a minha queda.
Culpa sua !

É tarde,preciso dormir.
Como se você permitisse.
Não me faça querer uma dose de você.
Não quero que vire vício.
Apenas,quando me fizer bem.

Não me acorde

 

O vazio se alastra dentro em mim.
A insegurança me invade.
Para onde eu devo fugir ?
Me sinto perdida em meio dessa imensidão.
Alguém pra me socorrer ?

Eu me mantenho viva,onde vou morrendo aos poucos.
É tudo drama,eu sei.
Mais eu também sinto dor.

Eu sou tão minúscula assim,
ou você que não faz questão de me enchergar ?

Afundar a cabeça no travesseiro não é o suficiente.
Uma hora é necessário sair do meu mundinho e encarar a realidade.
Sim,a dolorosa realidade.

Não me acorde.
Ao menos nos sonhos eu me mantenho em um mundo inteiramente meu.

Não deixe as lágrimas caírem.
Abra um sorriso.
Porque é tudo passageiro.
Confia em mim ?

O meu mundo

 
Então me diga,por que a pressa ?
Essa sua indecisão,esse seu medo ..
a impedem de seguir em frente.
Arrisque-se !

Você não tem nada a perder !
Não tenha medo.


Tudo vai ficar bem garotinha.
Acredite mais em si mesma.
É muito mais do que pode imaginar.

E seja quem for,vai enxergar no momento certo.
Não há porque ter pressa.

Só não perca tempo.
Não fique parada.
Enquanto você tem um mundo pra conquistar !

Vá atrás dos seus objetivos.
Eles não serão seus se desistir.

É a sua luz que ilumina o seu mundo.
Então crie possibilidades para si mesma !

Acredite meu bem,
você pode o que quiser !

Basta ir atrás daquilo que deseja sempre !
E não desistir nunca ! ;D

Na ponta dos pés

 
Eu quero ficar na ponta dos pés.
E ter de te olhar daqui do andar de baixo.
Poder afogar meu rosto em teu peito.
Ouvir os batimentos do seu coração.



Me faz sentir pequenininha,frágil.
Que precisa de cuidados.
Dos seus cuidados.
Cuida de mim ?

Carrega-me em seu colo.
Beija meu pescoço.
Envolve tuas mãos em minha cintura.
Me mantém assim,seduzida por você.
Me mantém assim,a ponta dos pés.

Eu olho pra cima,e vejo você,olhando pra mim.
Subo na pontinha dos pés e lhe roubo um beijo.
Juntamente com um sorriso encantador.

Então você me carrega em seus braços.
E diz que irá me sequestrar.
Eu já me sinto sua refém.
Me rendo sem dificuldade alguma.
Sou sua.

Junto aos teus braços eu vou embora.
Ouvindo os batimentos do coração que eu roubei pra mim ...

Ilusão

  
Você é um estranho.
Que me faz acreditar na ilusão.
No qual existe e está aqui comigo.
Eu sei,você não é real.
Mas também sei que você não vai me ferir.
Está aqui,me protegendo de todo o mal.
Ainda tenta fazer esquecer as mágoas.
Que a 'realidade' provocou.

- Não chore,eu estou aqui.
 Diz ele.
Me torno seu anjo da guarda e prometo que nada a machucará.

Enquanto as feridas que já foram feitas ? Perguntei entre soluços.
O tempo cura,sussurrou pra mim.
Me diga porque as pessoas não conseguem ver nada em mim ?
Porque elas são cegas às coisas boas.
- E porque você encherga ?
Porque sua luz me fascina,ofuscando quem quer que seja.
E é ela que me ilumina.
E ele acalmou sua angústia com um abraço.
Ela suspirou profundamente.
- Promete nunca me abandonar ?E ele prometeu.
Protegeria aquela garotinha de qualquer mal.
Cuidaria do coração no qual roubou para si.
A garotinha o abraçou fortemente.
E dormiu tranquila no colo da ilusão.

E eu continuo a te odiar

 
E eu gostaria de te deletar da minha mente.
Esquecer que você passou por minha vida.
Insignificante se tornou.
Mas do tipo de insignificância que incomoda.
Que eu odeio.
Mas que mesmo assim,não consigo resistir.

E eu continuo a te odiar.
Ter pavor da sua idiotice.
Exatamente.
O que você tem de bonito você tem de imaturo.
De imbecil. De repugnante.
E ainda te odiando com todas as minhas forças,eu não resisto.
Como consigo ser tão estúpida !

Eu mantenho a distância.
Mas nem sempre se consegue evitar tal situação.
Eu me deixo enganar mais uma vez por aquele rostinho bonito.
- Garotinha fraca. Escutei alguém dizer.
E a vontade de chorar veio.
Ela ainda tenta colocar suas ideias no lugar.
Ainda tenta tirá-lo de onde ele estiver.
Porque ele não está onde merece.

Minha mente está longe.
Perto do mar.
Porque é lá que ela se refaz.
Porque é lá que eu realmente gostaria de estar.
Então por favor,deixe-me viver.
Seja o quão estúpido você quiser.
Só hesite em fazer perto de mim.
Evite aumentar o nojo que estou de você.
Fraquezas acontecem com qualquer ser humano.
Mas ter de suportar você está se tornando impraticável.
Isto é um fato.

Ou então você cresce agora,ou a vida te ensina crescer bebê.
Porque nem tudo que você for conseguir,vai ser fruto da tua beleza.
Você precisará mais que isso.
O que eu percebo que não tem. ;D

Eu ainda não descobri quem escreveu pra mim

 
O lápis estava em minha mão.
E o caderno no meu colo.
Sentata debaixo de uma árvore, eu não tinha nada em mente para escrever.
Olhando para o nada,tive a impressão de alguém gritar eu nome.
Ninguém a vista.

Me perguntei se estava louca quando ouvi meu nome pela segunda vez.
Larguei o caderno e o lápis ali mesmo.
Fui procurar de onde vinha aquela voz.
Não obtive sucesso na busca.
Não achei ninguém.

Voltei para onde deixei meu caderno.
Demorei a perceber que tinha algo escrito nas folhas que eu deixei em branco.
'Estou aqui,venha de encontro a mim'. Eu li.
Já estava atordoada antes de perceber que tinha mais uma linha ocupada com as palavras que diziam:
'Não precisa ter medo meu amor'.
Assim eu pensei na grande possibilidade de realmente estar louca.
Eu não tinha amor algum.
Na verdade eu não tinha ninguém para amar.
De qualquer forma eu resolvi me arriscar.

Corri no meio das árvores buscando aquela voz.
Não encontrei ninguém.
Eu estava mesmo louca ?
Me perguntava.

Mas aquela voz,não saía da minha mente.
Gritando meu nome.
Aquelas palavras ..
Me chamando de amor.

Quem era a pessoa que dizia que me amava ?
Eu não conseguia obter resposta alguma.
Até que por fim eu desisti.

As folhas do caderno permanecem com aquelas palavras.
Permanecem em branco por minhas ideias.
Eu ainda não descobri quem escreveu pra mim ..

O tempo está correndo, e ninguém consegue se manter oculto por tanto tempo.
E eu já não preciso ir de encontro a você.
Porque o tempo já está te trazendo pra mim ..
 “Há tanta coisa que quero dizer para você, mas não tenho certeza por onde devo começar. Devo começar dizendo que te amo? Ou que os dias que passei com você foram os mais felizes da minha vida? Ou que, no curto espaço de tempo que nos conhecemos, passei a acreditar que fomos feitos um para o outro? Poderia dizer todas essas coisas e tudo seria verdade, mas, enquanto releio estas palavras, a única coisa que passa pela minha cabeça é que queria estar com você agora, segurando sua mão e olhando seu sorriso elusivo”. (Querido John )

Eu prometo não sair daqui

 
A solidão bateu forte.
Várias pessoas ao meu redor.
Mas é como se eu estivesse completamente sozinha.
Consegue entender ?
Eu preciso falar.
Mas preciso que me ouça.
Não basta acenar a cabeça fingindo me entender.
Sabe,não é o suficiente.
Acho que eu também finjo.
Está feliz ?
Porque no fundo me sinto um lixo.
Há tempos que me sinto assim,vazia.

E até agora ninguém reparou.
Eu finjo tão bem assim ?
Ou não fazem questão de enchergar ?
Talvez não faça difereça alguma.
Não altere nada para ninguém.

Os fones no ouvido.
A música alta na aula de física.
O tédio paira sobre mim.
E a vontade de gritar aumenta.

E se eu gritar bem alto ?
Você só vai olhar com cara de nojo pra mim ?
Vai simplismente se afastar ?

A mente tá cheia de coisa.
Eu não sei o que eu quero.
Eu ainda quero você.
Você.

E o você se repete em minha mente.
Várias e várias vezes.
Talvez agora eu entenda o porque da minha loucura.

Não estou mais brincando de esconde-esconde.
Então aparece pra mim ?
Eu cansei de te procurar todo o tempo.
Estou de altas.

O vazio me calou com um beijo.
Mais uma vez.
Você não apareceu.

Eu ainda espero sentada no meio fio.
Subo em um banquinho para me avistar melhor.
Mas não espere minha maquiagem sair.
Ou chuva cair.
Molhar meu vestido.
Aquele mais bonito que eu separei para quando fosse te encontrar meu bem.

Por favor.
Apareça.
O frio está chegando.
Eu estou esperando você para me aquecer.
Então vem.
Sem demora.

Eu prometo não sair daqui.
Eu prometo te esperar.
Só não repare meu bem.
Se um dia me cansar.